Dentro de vós
Nosso esforço por entrar no reino
novembro 28, 2023
Não é deste mundo
novembro 30, 2023

Dentro de vós

Nota do Editor: Este é o oitavo de 17 capítulos da série da revista Tabletalk: O reino de Deus.

Desde o início do Seu ministério público, Jesus pregou “o evangelho do reino” (Lc 4:43). O fato de que as boas novas ou o “evangelho do reino” são de vital importância pode ser visto pelo fato de que “o reino de Deus” aparece trinta e uma vezes somente no evangelho de Lucas. Mas o que são essas “boas novas do reino”? É a boa notícia de que Cristo está redimindo um povo de todas as nações, tribos e línguas (em cumprimento das promessas da aliança de Deus) e que Ele está estendendo Seu governo até o dia em que todo joelho se dobrará e toda língua o confessará como Senhor (Fp 2).

Os fariseus perguntaram: “Quando virá o reino?”. Em resposta, Jesus afirmou a natureza atual do reino: ele já havia sido estabelecido. Os homens já estão se esforçando “por entrar nele” (Lc 16:16).

É claro que o reino está no meio deles, pois o Rei está falando com eles. Na verdade, Jesus estava declarando a eles: “Vocês são cegos, não conseguem ver?”. Mais tarde, na Sua entrada triunfal em Jerusalém a caminho da cruz, Jesus aceitou ser louvado como Rei (Mt 21:15-16).

Quando afirmamos (com Jesus) que o reino de Deus está aqui, agora, o que queremos dizer? É muito simples: queremos dizer que os crentes já são participantes em parte do reino de Deus, mas não participantes de toda a plenitude do reino (Cl 1:13-14). Isso é comumente conhecido como “já/ainda não”.

O que nós “já” temos? De que forma surgiu o reino? Os cristãos hoje desfrutam do seguinte:

  • A obra consumada de Cristo. Jesus completou Sua obra expiatória pelos pecadores, e a evidência desta verdade é Sua ressurreição triunfante dentre os mortos.
  • Jesus sentado em Seu trono, em poder e glória.
  • A plenitude do Espírito Santo. Ele agora habita nos cristãos, guiando-os para toda a verdade e dando-lhes poder para a santidade.
  • Justificação somente pela graça, somente por meio da fé. Os cristãos foram declarados “inocentes” apenas por exercerem a fé salvadora somente em Cristo.
  • O cânon completo das Escrituras. Não esperamos mais revelações.
  • A promessa de vitória de Cristo (Mt 16:18).

Então, voltemos à resposta de Jesus aos fariseus (Lc 17:20-21).

Ver o reino de Cristo não é como ver outros reinos. Com esses tipos de reinos, “todos” podem ver e dizer: “Aqui está!” Mas ver o reino de Cristo no meio deles dependia de outro fator: a revelação divina (Lc 10:21).

Jesus sabia que os fariseus estavam perguntando sobre o fim dos tempos, mas se não pudessem reconhecer a inauguração do reino quando estava bem diante deles, de que adiantaria contar-lhes sobre sua consumação?

Os fariseus estavam preocupados com os acontecimentos do futuro, mas ignoravam o presente. O Rei do reino estava diante deles.

Este artigo foi publicado originalmente na Tabletalk Magazine.

Carl D. Robbins
Carl D. Robbins
O Rev. Carl D. Robbins é pastor sênior da Woodruff Road Presbyterian Church em Simpsonville, Carolina do Sul.